icone_pesquisa


 

ultimas_noticias

Em Breve...

Aqui você terá vez e voz, aguarde...

 
 


Voltar ao
Inicio do Site

InicioSite

Voltar ao
Inicio da Matéria

InicioSite

Ir para mais
Colunas

InicioSite

Natal Quixeramobim

Casa de Shows Arreio de Prata

 
 

O despertar dos cassacos

foto_colunista

Foto:Ilustrativa

Bruno Paulino

Professor e Escritor

Graduado em Letras-UECE

Adormeci. Tive um pesadelo terrível. Milhares de mortos-vivos emergiam da barragem seca. Eram os trabalhadores cassacos que foram vitimas de um acidente resultado da falta de habilidade no uso de explosivos que serviam na época para a desobstrução de alguns empecilhos durante a construção da represa. E ali mesmo  enterraram-lhe os restos, que depois foram engolidos pelas águas.

Os mortos-vivos não eram filhos das trevas. Eram Filhos da Luz. Filhos do sol que rachou o chão. Os vagantes brotavam, despertos e violentos. Matavam, invadiam, e saqueavam a cidade numa marcha de guerra aterrorizante, regidos por uma ópera que me parecia regida por Richard Wagner. Destruíram a Matriz, tomaram à prefeitura, os carros pipas, os comércios, as escolas, e tudo virou um caos. As autoridades em polvorosa inutilmente decretaram estado de emergência. Enquanto isso os populares corriam apavoradas e se abarrovam em seus carros, ou a pé em corrida tresloucada, no intuito de fugirem daqueles homens monstruosos, endemoniados, mortos-vivos trôpegos e desejosos de sangue.

Acordei as 3:00 horas da tarde, suava em bicas. Não, nunca mais eu assito The Walking Dead e leio Stephen King antes de dormir.


Quixeramobim, 21 de Novembro - 2015
REDAÇÃO


AVISO:Todo e qualquer comentário publicado na internet por meio do site O SERTÃO É NOTÍCIA não reflete, obrigatoriamente, a opinião do site. Os textos publicados são de exclusiva e total responsabilidade do leitor que a enviou. O site O SERTÃO É NOTÍCIA reserva-se, desde já, o direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou, de alguma forma, prejudiciais a terceiros. Lembramos ainda a todos que forem utilizar deste espaço que poderá haver moderação dos comentários, visando garantir a privacidade das informações. Informamos também que todos os comentários ficam registrados através da numeração de IP. Por tanto, faça seu papel de cidadão de um país democrático e use esta ferramenta de forma correta.



Rejane Nascimento

"Eram filhos da luz". Gostei demais dessa reflexão... às vezes temos a tentação de acreditar que certos acidentes ocorrem com os filhos das trevas e isso é repugnante. A linha nesse texto que separa o real do irreal é muito fina. É cortante, faz sangrar, mas deixa no leitor um riso irônico com a surpreendente finalização. Parabéns, escriba dos pássaros.

Responder

22/11/2015, às 14:25:19

Terezinha Oliveira

FANTÁSTICA crônica onde reencontramos a poesia do BRUNO com toques surrealistas, mas não distante da realidade. Vivi outras secas e sei que os "Cassacos" foram "Seres de Luz", construiram a nossa Barragem, o Hospital Regional e outras obras importantes. Devem mesmo se revoltarem ao ver que hoje, em condições bem mais favoráveis àquela vivida por Eles, os homens e mulheres destroem o Ambiente e sugam os parcos recursos a sue bel prazer, inconsequentemente. Grata "Escritor Passarinho" por mais uma linda mensagem.

Responder

22/11/2015, às 08:26:34

Rejane Nascimento

"Eram filhos da luz". Gostei demais dessa reflexão... às vezes temos a tentação de acreditar que certos acidentes ocorrem com os filhos das trevas e isso é repugnante. A linha nesse texto que separa o real do irreal é muito fina. É cortante, faz sangrar, mas deixa no leitor um riso irônico com a surpreendente finalização. Parabéns, escriba dos pássaros.

Responder

21/11/2015, às 11:58:26



voltarInicio
O Sertão é Notícia a 5 Anos levando a Notícia a todo o Sertão Cearense